Publicado Segunda, 23 de Abril de 2018 ás 03:39 - Atualizado 23/04/2018 ás 03:39

CAMPANHA SALARIAL DE 2018

              DIREITOS EM RISCOS.

O RESULTADO DA  CAMPANHA SALARIAL DE 2018 DEPENDE DA MOBILIZAÇÃO DOS BANCÁRIOS.

 

Participação nos lucros,  aumento real,  auxilio creche,  vale refeição-alimentação,  jornada legal de 6 horas  , complementação salarial para afastados,  custeio para capacitação profissional ,  extensão da licença maternidade,  abono assiduidade , fim do trabalho aos sábados,  licença paternidade,  fim da divulgação de ranking individual,  instrumento de  combate ao assedio moral, igualdade de oportunidades.

São inúmeras as conquistas para os bancários que estão previstas na convenção coletiva de trabalho.´¨ É preciso que cada trabalhador bancário se  conscientize que os bancos não concedem benefícios. E que esses diferenciais que melhoram dia  após dia as condições de trabalho  e de vida dos bancários são frutos de greve, mobilizações , de união de todos, mas também  de negociações duríssimas com os representantes dos bancos. E que só  cedem mediante a pressão da greve¨, conforme coloca  o  comando nacional dos bancários que representa os trabalhadores na negociação unificada para todo o país.

O QUE MUDA EM 2018.

Neste ano,  em que a reforma trabalhista está em vigor , o risco de perdas já conquistadas é grande, por este motivo, pelo patronal ter  em  mãos uma nova  legislação que permite afrouxar as relações de trabalho e permite , também , pela primeira vez a perda de direitos, nosso poder de  negociação  e  enfrentamento será proporcional ao tamanho do  apoio dos trabalhadores  à atuação dos sindicatos.

Os diversos itens acrescidos ano após ano estão de fato, pela primeira vez, em risco, ao ser permitido que direitos sejam retirados.

31 de Agosto de 2018     fim do acordo coletivo

SÓ A LUTE TE GARANTE-  ENGROSSE AS MOBILIZAÇÕES ORGANIZADAS PELO  SINDICATO.